História Política de Ricardo Tripoli

 
2008 
É escolhido para presidir a Comissão Mista Especial de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional.
Voltar ao topo
2008 
Apresenta relatório no Grupo de Trabalho de Consolidação das Leis que sistematiza toda a legislação ambiental brasileira.
Voltar ao topo
2007 
Eleito Vice Presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara.
Voltar ao topo
2007 
Apresenta o projeto de Lei 215/07 que institui o Código Federal de Bem-Estar Animal. A proposta estabelece normas para as atividades de controle populacional e de zoonoses, experimentação científica e criação.
Voltar ao topo
2006 
O advogado e ambientalista Ricardo Tripoli chega à Câmara dos Deputados com a preferência de 157 mil eleitores para exercer seu primeiro mandato como deputado federal pelo Estado de São Paulo.
Voltar ao topo
2006 
Eleito Deputado Federal por São Paulo

Voltar ao topo
2005 
Eleito Líder da Bancada do PSDB da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo.
Seu pai, Ricardo Alvarenga Tripoli foi eleito Presidente do Conselho Estadual dos Idosos e trabalhou efetivamente em prol da melhor idade.
Aprova a Lei 11977, ou como ficou conhecida, Código de Proteção aos Animais do Estado de São Paulo. Esta lei proíbe o sacrifício de cães e gatos através do choque ou câmara de gás, e veta o fornecimento de animais recolhidos no Centro de Zoonoses para qualquer tipo de pesquisas. Além disso, o uso de marreta para o abate fica proibido, bem como a utilização e apresentação de animais em espetáculos circenses, agressão física e trabalhos forçados por parte de pecuaristas, avicultores, empresários dos rodeios, indústria alimentícia, farmacêutica, e vivisseccionistas.
Voltar ao topo
2003 
Eleito Presidente do conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo.
Voltar ao topo
2002 
Reeleito como Deputado Estadual mais votado na Capital pelo PSDB.
Eleito Presidente da Comissão de constituição e Justiça da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo.
Voltar ao topo
2000 
Recebe pela ADBV - Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil o Prêmio TOP DE ECOLOGIA pelo Projeto São Paulo Pomar, Mais Verde Mais Vida.
Voltar ao topo
1999 
Assume a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, juntamente com o segundo mandato do Governador Mario Covas.
Eleito presidente do CONSEMA - Conselho Estadual do Meio Ambiente.
Programas Prioritários desenvolvidos na Secretaria Estadual de Meio Ambiente
Planos Diretores de Resíduos Sólidos
  • Para a Região Metropolitana da Baixada Santista. Início: 25/05/98. Término: 30/09/00. Investimentos: R$ 318.250,00 provenientes da Operação Rodízio.
  • Para a Região Metropolitana de São Paulo. Início: 6/07/98. Término: 31/01/01. Investimentos: R$ 545.6000,00 provenientes da Operação Rodízio.
  • Para o Litoral Norte. Início: novembro/99. Término: outubro de 2001. Investimentos: R$ 360.000,00 provenientes da Operação Rodízio.
  • Para a região do "Entre Serras e Águas" (entorno da Rodovia Fernão Dias). Início: novembro/99. Término: outubro de 2001. Investimentos: R$ 436.000,00 provenientes da Operação Rodízio.
Resultados: diagnóstico da situação atual quanto à disposição de resíduos sólidos domiciliares e de serviços de saúde, proposição de medidas técnicas e economicamente viáveis para solução dos problemas apontados no diagnóstico; inserção dos resultados nos planos diretores municipais.
Projeto São Paulo Pomar: Mais Verde, Mais Vida
Início: novembro/99. Previsão de conclusão: dezembro/02. Realizações: plantio de cerca de 250.000 mudas de espécies arbóreas e arbustivas nas margens do Rio Pinheiros por 580 bolsistas das Frentes de Trabalho; instalação do Núcleo de Educação Ambiental; elaboração de projetos para quatro municípios do Estado de São Paulo. Em andamento: Expansão do projeto para o Rio Tietê.
Investimentos: R$ 127.730,12 do Tesouro do Estado, R$ 422.454,88 da Operação Rodízio e R$ 3.676.000,00 de empresas parceiras.
Resultados: Revegetação da margem esquerda e de parte da margem direita do Rio Pinheiros; educação ambiental; segundo lugar no prêmio Von Martius na categoria Natureza, outorgado pela Câmara de Comercio e Industria Brasil-Alemanha em 2000; prêmio Top de Ecologia, outorgado pela ADVB.
Projetos de Preservação da Mata Atlântica - PPMA
Início: 1º/07/95.Término: 31/12/02. Algumas realizações: aquisição de veículos e equipamentos, além da execução de obras em 10 Unidades de Conservação do Instituto Florestal; conclusão de 10 Planos de Gestão Ambiental (fase 01) e de Plano de Manejo (fase 02) do Parque Estadual da Ilha do Cardoso; implantação do Plano Operacional de Controle (POC). Em andamento: Plano de Manejo do Parque Estadual da Serra do Mar e a implantação do Sistema Integrado de Comunicação e Informação, SICI; execução dos projetos de pesquisa.
Investimentos: R$ 15.079.113,00 provenientes do Banco Alemão KFW (Kreditanstalt fü Wiederaufbau); R$ 13.499.747,00 do tesouro do Estado.
Resultados: melhoria da fiscalização ambiental; manejo adequado dos recursos naturais; preservação dos remanescentes da Mata Atlântica.
Programa de Educação Ambiental
Programa permanente, iniciando em setembro/95. Realizações: implantação de 49 Núcleos Regionais de Educação Ambiental, abrangendo cerca de 50% dos municípios do Estado de São Paulo; realização de 295 cursos e eventos; publicação de 54 livros; implantação da Biblioteca do Parque Ecológico Guarapiranga, que hoje atende 1.000 usuários / mês; oficinas monitoradas e exposições nos museus Octávio Vecchi, Geológico Valdemar Lefévre e no Jardim Botânico. Em andamento: implantação de outros 6 Núcleos de Educação Ambiental na Capital.
Investimentos: em média, R$ 126.000,00 provenientes do tesouro do Estado e R$ 352.252,00 da Operação Rodízio por ano.
Resultados: difusão da educação ambiental no sistema formal de ensino; colocação de 44 jovens portadores de deficiência no mercado de trabalho; melhoria da qualidade de vida das comunidades atendidas da Zona Leste; conscientização ambiental dos banhistas nas praias paulistas; emprego para 2.300 bolsistas da Frente de Trabalho.
Plano Estadual de Gerenciamento Costeiro
Programa permanente, iniciando em 16/05/98. Realizações: estudos e elaboração de propostas para regulamentação do zoneamento ambiental no Vale do Ribeira, Complexo Estuarino-Lagunar de Iguape e Cananéia, Baixada Santista e Litoral Norte; mudança de zoneamento da Ilha Comprida. Em andamento: aprovação das minutas de decreto de zoneamento da Baixada Santista e Litoral Norte; plano de monitoramento da zona costeira do Estado de São Paulo; desenvolvimento do Sistema Integrador de Informações Geoambientais para o Litoral de São Paulo; subsídios para o Plano Diretor Regional de Mineração.
Investimentos: R$ 600.000,00 (de 1995 a 2000), do Tesouro do Estado.
Resultados: inclusão das propostas de macrozoneamento nos planos diretores municipais.
Programa de Proteção à Fauna Silvestre
Programa permanente, com início em abril/00. Realizações: instalação do Centro de Manejo de Animais Silvestres (CEMAS), no Parque Estadual Albert Löfgren, Horto Florestal/SP.
Investimentos: R$ 600.000,00 provenientes de compensação ambiental e R$ 605.700,00 de instituições privadas.
Resultados: assistência a animais silvestres de forma a serem recolocados no meio ambiente.
Núcleo de Pesquisa em Tecnologia Avançada para Monitoramento e Proteção Ambiental (NATA)
Programa permanente, com início em 5/06/00. Realizações: concluído o projeto executivo do Centro de informações Ambientais; recebido da NASA o mapeamento ambiental completo do Estado de São Paulo com imagens do Satélite TERRA/Áster; adquirida a cobertura de 2.400 Km2 da RMSP com ortofotos digitais de alta resolução; concluído o "site" de monitoramento ambiental; concluída a capacitação de mais de 200 técnicos ambientais em geoprocessamento e sensoriamento retomo.
Investimentos: R$ 650.000,00 do tesouro do Estado.
Resultados: Incorporação de geotecnologias no licenciamento, fiscalização, planejamento e zoneamento ambientais.
Mudanças no artigo 53 da Lei de Proteção aos Mananciais
Projeto de regulamentação dos 600 mil imóveis que ocupam de forma irregular as áreas de mananciais, localizados no Estado de São Paulo em 25 municípios nas bacias da Billings, Guarapiranga, Alto Ribeira, Alto Tietê, Alto Cotia, Baixo Cotia e Sistema Cantareira.
Os moradores passam a preservar as áreas verdes, garantindo a produção da água, e depois de legalizada, a região dos mananciais receberá todos os benefícios como água, luz e esgoto.
Resultados: além de preservar a natureza, garantiu a qualidade da água consumida por 18 milhões de pessoas que vivem na Grande São Paulo.

Voltar ao topo
1998 
Reeleito Deputado Estadual com 59.559 votos.
Voltar ao topo
1997 
Publicada a Lei 9509, que dispõe sobre a Política Estadual do Meio Ambiente que objetiva garantir o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado para as atuais e futuras gerações, estabelecendo diretrizes, através de normas e planos, destinados a orientar a ação do Poder Público no que se relaciona com a recuperação e preservação da qualidade ambiental, desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida.
Aprovada a Lei 9892, ou Lei Trípoli, que institui a Política Estadual do Idoso, assegurando as condições necessárias para o pleno exercício da cidadania, resgatando o seu espaço na sociedade. Através desta lei, os idosos receberam dezenas de benefícios, entre eles o Centro de Referência do Idoso.
Recebeu o Prêmio Banas de qualidade da Revista - CQ - Qualidade da Editora Banas, entregue a empresas que no ano de 1996 se destacaram por Iniciativas ou trabalhos na Área da Qualidade e Produtividade.(Gestão Presidência da Assembléia Legislativa).
Dentre os Projetos de sua autoria em tramitação na Assembléia Paulista, destacam-se o Projeto de Lei 112/91, que cria mecanismo de compensação financeira pelo resultado da exploração dos recursos hídricos para fins de abastecimento de água, o Projeto de Lei 169/97, que dispõe sobre o acesso à informação ambiental.
Voltar ao topo
1995 
Eleito Presidente da Assembléia Legislativa Paulista no biênio 95/96, período no qual processou a reestruturação da Casa, norteada pelo Sistema de Qualidade, conquistando para o parlamento paulista a Certificação ISO 9002.(Governo Mario Covas).
Metas e soluções atingidas
O processo de renovação da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo em dois anos de trabalho surpreendeu. Pela quantidade de metas alcançadas e pela qualidade e excelência das soluções já implantadas.
Moralização
Por falta de planejamento, a extravagância vira uma péssima parceira em qualquer setor. Não era diferente aqui. A Casa abrigava excesso de gente e se excedia também na hora de remunerar serviços.
Moralidade. Palavra-base que norteou o plano de governabilidade da Presidência iniciada em 15 de março de 1995. A Assembléia Legislativa devolveu aos cofres estaduais dez milhões de reais. Demitiu 96 procuradores que ganhavam entre R$ 10.000,00 e R$ 20.000,00. Extinguiu os seus cargos. E começou a fazer uma limpeza geral nas gavetas que ainda teimavam em privilegiar a burocracia. Resultado: somente com 15 procuradores concursados, a Casa trabalha com mais velocidade, agilidade e objetividade. Agora, o corporativismo, outra célula doente das instituições, perdeu sua força aqui.
Informatização
Trocamos 1.500 máquinas de escrever por 220 computadores e 160 impressoras. Tudo ligado em rede, com programas especiais criados para desenvolver com inteligência os mecanismos da Assembléia e dar clareza aos seus desdobramentos. Foram gastos R$ 700.000,00 para a implantação de um sistema que já beneficia todo o Estado de São Paulo e deixa as decisões da Casa ao alcance da comunidade. Se neste momento qualquer pessoa quiser conhecer a peça orçamentária estadual para 1997 e pesquisar uma das suas 2.779 emendas recebidas aqui na Assembléia, basta consultar os computadores. Com um simples toque, as pessoas ficam conhecendo por dentro a alma financeira do Governo do Estado. O sistema de Apoio ao Processo Legislativo é o programa principal de nossa informatização.
Painel de Votação
Quando um cidadão dirigia-se à Assembléia para acompanhar em Plenário os debates, não sabia quem estava votando nem o que estava se votando. A instalação do painel eletrônico foi uma verdadeira revolução. O processo de votação, antes primitivo, confuso e pouco confiável, evoluiu em dois sentidos: agilidade e credibilidade. Uma votação que levava uma hora para ser concluída não passa atualmente de quatro minutos e meio. E mais: agora qualquer pessoa, com uma simples conferência do painel, pode verificar quais deputados estão presentes e que projeto está se votando. O painel de votação é mais uma prova de que esta gestão está comprometida com a transparência e a modernização da Assembléia Legislativa.
Reforma Administrativa
A Assembléia era uma Casa com um organograma extenso e de hierarquia imperial. Nele, certamente não estavam os interesses da coletividade. Após um amplo estudo feito por empresa de auditoria especializada, estamos no rumo da profissionalização. As soluções formais e administrativas da Casa estão implantadas e avançando. Ganham os funcionários com o Plano de Cargos e Salários e também a sociedade, que terá respostas imediatas da Assembléia. Estamos funcionando tendo como base o modelo gerencial da iniciativa privada.
Painel Multimídia
Antes, quando uma pessoa entrava pela primeira vez na Assembléia Legislativa, ficava perdida. Agora, quando você chega à entrada principal, encontra um painel multimídia semelhante aos que existem nos shoppings centers. Com ele, você tem uma orientação clara, dirigida, para saber como circular no interior da Assembléia e encontrar os gabinetes que procura. Este é mais um importante degrau em direção da modernização e informatização da Casa. Agora, é só acessar as teclas e seguir em frente.
TV Legislativa
Um dos projetos mais importantes da Assembléia é a TV Legislativa, canal aberto com a comunidade. A TV Legislativa, exibida nos canais a cabo de São Paulo Net, Multicanal TVA, procura mostrar que o resultado dos projetos e das atitudes legislativas tem alcance comunitário. A TV Legislativa está ouvindo a sociedade civil sobre todas as propostas, além de promover fóruns de debate para que técnicos, cientistas, políticos, autoridades e formadores de opinião possam expressar suas idéias e propostas para resolver os problemas nacionais.
A TV Legislativa coroa o processo de mudanças para contribuir e mostrar a todos como ele se dá. Acima de tudo, a TV Legislativa vai contribuir para que a Assembléia sedimente e consolide seu papel de prestadora de serviços aos cidadãos, informando, orientando, discutindo e aperfeiçoando a discussão sobre o processo democrático. Enfim, a TV Legislativa é a mídia da transparência de nossa casa.
Departamento de Comunicação
No mundo moderno a comunicação é essencial. Não há mais como trabalhar com organismos fechados sobre si mesmos. Numa casa pública tudo deve ter clareza e a projeção de que tanto à população precisa, até para conhecer tudo que está à sua disposição. O Departamento de Comunicação foi criado recentemente no novo e enxuto organograma da Assembléia. A área vai desenvolver uma política interna de integração entre os funcionários, de demonstração para a coletividade, da importância e dimensão dos trabalhos realizados na Casa, além de procurar realçar a Assembléia Legislativa como um poder que está perfeitamente unificado aos anseios da população.
Acervo
O que era considerado por alguns o entulho, para nós é o tesouro. Entregue ao pó e ao descaso, foi descoberto um dos mais férteis mananciais históricos da cidade. São 20 mil negativos de fotos de personalidades da história política de São Paulo e do Brasil. Mais de 20 mil horas de fitas gravadas com depoimentos, discursos e debates. Milhões de documentos reafirmando o vigor de nossa instituição. Já foi realizada uma exposição de toda esta riqueza na própria Assembléia, criando um Museu Permanente. E o Museu Itinerante, que pode ser levado para os municípios, como parte deste acervo, está à disposição das prefeituras interessadas.
Hall Monumental
São Paulo acabou de ganhar um novo espaço cultural e de lazer. Antes reservado somente para eventos oficiais, O Hall Monumental da Assembléia Legislativa agora está aberto ao público. Estão sendo promovidos concertos, shows, teatro e outros eventos culturais selecionados por profissionais da área. Este é mais um passo para que a população se sinta em casa quando estiver na Assembléia. Com uma decisão simples, sem grandes investimentos, esta Casa mostra que, em tudo o que faz, procura seguir um só princípio: atender o interesse da população.
Estacionamento
A Assembléia não só está abrindo as portas de sua casa para a população como está abrindo o estacionamento. Não havia sentido em deixar uma área tão grande, ap lado do maior parque de São Paulo, o Parque do Ibirapuera, vazia nos finais de semana e feriados. Por decisão da atual gestão, agora os freqüentadores do Parque podem estacionar de graça com toda a tranqüilidade.
ISO 9002
Um dos prêmios mais importantes que a modernização da Assembléia ganha é o certificado ISO 9002. É a primeira Casa Legislativa brasileira a buscar um atestado de competência até agora conseguido pelas empresas privadas e órgãos comprometidos com o conceito de qualidade total. A empresa alemã Germain Scher Lloyd está na ponta de linha de nossas transformações, estudando e procedendo a uma cuidadosa auditoria em tudo o que fizemos. O ISO 9002 é uma certeza e um benefício. Temos um padrão de atuação definido. É mais uma vitória a ser comemorada e um exemplo que, com muito trabalho, queremos dar. Quem sai ganhando com tudo isso é a população do estado de São Paulo.
Voltar ao topo
1994 
Reeleito Deputado Estadual
Conhecida como ICMS ecológico é aprovada a Lei que destina mais recursos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços para os municípios com territórios especialmente protegidos, como Parques, Reservas biológicas e estações ecológicas.
Voltar ao topo
1990 
Foi eleito para seu primeiro mandato de Deputado Estadual pelo PSDB, partido onde atua desde a sua fundação.
Voltar ao topo
1984 
Retorna à Câmara Municipal, onde foi líder do Governo Mario Covas.
Voltar ao topo
1983 
Convidado pelo então Prefeito Mario Covas, ocupou o cargo de Secretário Municipal dos Negócios Extraordinários.
Começa sua trajetória parlamentar, eleito o 3º vereador mais votado do município de São Paulo.
Voltar ao topo
1975
Ricardo Tripoli preside o Centro Acadêmico 22 de agosto, da Faculdade de Direito, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC.
Voltar ao topo